Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Um animal de estimação

por ✓MS, em 13.04.16

Há anos atrás não dava tanto valor, como agora, a ter um animal de estimação dentro de casa. Para mim era indiferente. Um certo dia, a minha irmã, bem mais nova que eu, quis um cãozinho. Nunca imaginei que os meus pais aceitassem, a minha mãe não queria animais em casa, chegando a dizer que não entravam animais nenhuns cá dentro. Estranhei quando ela disse que aceitava que tivéssemos um cãozinho cá em casa mas que todos tinham de cuidar dele e não deixar todo o trabalho para ela. Um dia, estávamos a pesquisar na internet e a minha irmã apaixonou-se por uns cãezinhos bebés, rafeiros, que estavam à espera de famílias que os quisessem (Ela preferia um de raça, eu já tinha uma opinião diferente... se era para ter um cão que fosse para ajudar algum que precisasse ou que estivesse num lar temporário, felizmente ela apaixonou-se por aqueles!). Acabamos por ir buscar um deles, ao qual demos o nome de Buddy. Fez em Março 4 anos que ele nasceu e está quase a fazer 4 anos que o temos connosco. Foi sem sombra para dúvidas a melhor decisão tomada, adoptar o nosso pequenino. É uma companhia, um companheiro e amigo que está sempre aqui pronto para se deitar do nosso lado sem pedir nada em troca. Neste momento, já não me imaginava sem o meu pequenino por cá.

Autoria e outros dados (tags, etc)

.



1 comentário

Imagem de perfil

marrocoseodestino a 13.04.2016

Afeiçoamo-nos a eles que passam a fazer parte do agregado familiar. Já não conseguia viver sem os meus bichanos

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens