Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E se... tivesse seguido a faculdade

por ✓MS, em 27.05.20

A vida nem sequer é fácil, a todos os níveis, e a minha não foi excepção. No meio de muitos rabiscos que fui fazendo ao longo da vida, cheguei a uma altura em que "larguei tudo" para ir trabalhar. Isto por diversos motivos que não são perdidos nem achados para o tema em questão. 

Não, não ingressei no mundo da faculdade. Na altura por mil e um motivos, neste momento por outros tantos motivos. E, atenção, nunca é tarde para engessarmos na faculdade se assim desejarmos. De qualquer forma, durante muito tempo tive um sonho. Um sonho de algo que desejava seguir caso fosse para faculdade,que desejei durante muito tempo, foi psicologia ou psiquiatria em alternativa. Não sei explicar a 100% o meu fascínio por essas áreas, mas sempre gostei de conhecer melhor a mente das pessoas que me rodeiam e tudo o que envolve o tema!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O primeiro trabalho é, quase sempre, uma dor de cabeça para encontrar, independentemente de sermos ou não formados em alguma área. Uma dor de cabeça para perceber onde nos podemos iniciar. Passei por essas preocupações toda quando procurava trabalho pela primeira vez. Um dos locais mais fáceis de ser aceite sem qualquer experiência é a área da restauração. Digo isto pela minha experiência e pelo que me fui apercebendo ao longo dos anos em que trabalhei nesta área. Foi precisamente nesta área que arranjei o meu primeiro trabalho. Em restauração, numa cadeia de fast-food que é uma das mais conhecidas nacional e mundialmente. Não posso dizer que foi a experiência mais maravilhosa do mundo, nem tão pouco mais ou menos. Foi um lugar onde aprendi bastante, onde aprendi mesmo muito! Muito mais do que alguma vez achei que ia aprender num lugar assim. Em um (1) ano de trabalho posso referir que o que mais custou foi mesmo as pessoas em si. A pressão que nos é colocada, ter colegas que querem subir na carreira ali dentro a toda a força (e não se importarem de passar por cima de quem quer que seja para isso), não ter horas para sair, não serem pagas horas extras (que são horas que os colaboradores fazem todas as semanas a mais e ficam a ver navios). E, para muitos uma das melhores coisas, para outros algo que estraga de certa forma o nosso organismo e que acaba por nos enjoar... comer constantemente hamburguers a todas as refeições. Ou quase todas, visto que se estiverem num shopping podem fazer troca de comida com as restantes cadeias alimentares pertencentes ao grupo em que se encontram (isto se tiverem a sorte de alguém querer trocar a sua refeição convosco). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por ✓MS, em 24.05.20

IMG_20200519_013819.jpg

Esta é, sem qualquer sombra de dúvidas, uma das minhas paisagens preferidas. Não só por, nos últimos anos ir apreciar estas paisagens na companhia do meu namorado, mas também porque e deixa um pouco mais relaxada ver natureza ou mesmo o mar e todo aquele cheiro que nos envolve naquele local.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Por vezes dá-me vontade de rir, confesso. As pessoas pensam que só porque nós que temos um blog público temos de aceitar todas as opiniões que elas querem dar. Não, as  coisas não funcionam sempre assim, vai depender de quem está atrás do blog querer que a vossa opinião seja ou não ouvida naquela publicação. Se, por algum motivo, a pessoa em questão não quis autorizar a publicação de certos comentários, provavelmente quem o escreveu deverá fazer uma análise  disso mesmo. O facto de uma publicação num blog ser pública não significa que podemos comentar o que nos apetece. 

Este foi um dos motivos que me levou há uns anos a moderar os comentários no meu blog. Aceito mais de  90% dos comentários, no entanto há sempre um ou outro que rejeito. Todos temos liberdade de expressão, é uma realidade. Mas no meu blog ainda mando eu, no meu blog posso escolher não ter comentários que a meu ver são desrespeitosos ou não vão de acordo com o que eu pretendo. Então comentários em anónimo fascinam-me mesmo muito, refiro-me apenas aos que  pretendem ser agressivos na sua escrita, mal educados ou dar opiniões que ninguém lhes pediu e que apenas são opiniões parvas. Digo parvas porque nem se deram ao trabalho de pensar nas palavras que queriam escrever antes de o fazer. 

Já aceitei inúmeros comentários em que a opinião de quem comentava era diferente da minha, no entanto existia respeito no que escreviam e não agressividade nas palavras usadas. 

Atrás de um computador ou telemóvel todos são grandes e proferem palavras arrogantes e maldosas. Foi e será assim, espero que não para sempre!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Existem aqui muitos gulosos!

por ✓MS, em 19.05.20

IMG_20200517_094721.jpg

Há dias que apetece comer algo diferente. Panquecas não é algo que faça de forma muito recorrente por isso serve bem para matar aquele bichinho que pede algo doce. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens