Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sushi

por *Márcia S.*, em 13.06.17

Sempre fui daquelas pessoas que dizia que não gostava de sushi. Aliás, há uns bons anos atrás tinha provado e cheguei a dizer "detesto isto". Cheguei a ir posteriormente a um restaurante com amigas onde voltei a provar algumas destas "coisinhas". Do que tinham elas escolhido 90% voltei a não gostar, mas aceitei provar algumas quase forçada e que até disse gostar. Nunca mais tinha tido experiências com sushi, normalmente a minha opinião inicial permanece sempre sem ser alterada.

Este ano, em conversa com uma colega de trabalho que estava no momento a comer sushi, acabou por me desafiar a experimentar de novo. Fiquei reticente, mas acabei por aceitar. O que é certo é que quando existe uma terceira tentativa parece ser de vez. Gostei. Sim, após uma terceira experiência, gostei! Ok, não é algo que fosse capaz de comer todos os dias, mas por vezes da-me vontade de voltar a comer. Não sei bem o porquê de não gostar assim tanto das primeiras experiências, mas é algo que pretendo ir continuando a comer de volta e meia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu e a cozinha

por *Márcia S.*, em 11.04.16

Visto que adoro comer, apesar de ter que me controlar com exageros, aprendi a gostar da cozinha. Não propriamente do espaço em si, mas sim de cozinhar. Há dias que me apetece cozinhar mais do que outros mas, no geral, adoro cozinhar. Não só porque depois do trabalho todo posso ter o meu momento tranquilo a "devorar" o que fiz, mas também porque adoro ir juntando ingredientes e ver o que vai sair, no final, de tal junção. Cheguei à conclusão que durante todo o tempo que fui para cozinha com a função de "criar alguma coisa", o que mais fiz foram doces. Talvez porque cá por casa todos adoram doces e são um tanto gulosos e, muito provavelmente, farei melhor doces do que propriamente comida. No entanto nos últimos 2/3 anos tenho cozinhado mais e acho que descobri algo que gosto mesmo de fazer. No entanto, só me dá mesmo prazer cozinhar algo de que gosto realmente e, verdade seja dita, não me esforço muito para saber cozinhar o que não aprecio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que não gosto

por *Márcia S.*, em 28.03.16

Sou da opinião de que não devemos dizer que não gostamos de algo sem experimentar, ver ou provar primeiro. No entanto, nem sempre estamos dispostos a experimentar por diversas razões, sejam elas plausíveis ou não. Eu não fujo a essa regra e existem algumas coisas das quais não gosto, principalmente ligadas a comida, umas delas cheguei a experimentar e outras não faço questão de o fazer.

Visto que referi a comida como um desses exemplos, vou revelar alguns dos alimentos que não gosto, quer tenha experimentado ou não.

  • Pizza com ananás - Já experimentei, não é que seja mau de todo, mas é algo que não aprecio.
  • Caracóis - Nunca experimentei e só a imagem que tenho de tal "alimento" dá-me nojo, por isso mesmo não tenciono experimentar.
  • Lulas e Polvo - As lulas cheguei a experimentar (obrigada mas experimentei), mas o polvo não. Ambos são alimentos que não pretendo incluir nas minhas refeições.
  • Sushi - Cheguei a experimentar, creio que duas vezes, e sinceramente não consigo entender o fascínio que muita gente nutre pelo sushi. Não gostei e não irei repetir certamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A importância de um jantar leve

por *Márcia S.*, em 23.03.16

Ter um jantar leve é importante, de uma forma geral, para todas as pessoas independentemente da idade. Após o jantar, geralmente, não temos grande actividade física e o nosso metabolismo é mais lento, então o gasto de calorias nesta altura do dia é consideravelmente menor. Além disso, o facto de se consumir alimentos calóricos ao jantar prejudica o sono e ajuda no aumento de peso (o que se torna prejudicial para quem quer e precisa de emagrecer).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alimentação equilibrada e variada... porquê?

por *Márcia S.*, em 14.03.16

É fundamental para a nossa saúde que tenhamos uma alimentação equilibrada e variada. A combinação e variedade de alimentos é importante para podermos obter uma maior quantidade de diferentes nutriente. É recomendado que se coma de 3 em 3 horas para que o ritmo do metabolismo se mantenha e assim evitar comermos de mais numa só refeição.

Existe uma imensidão de alimentos, cabe a nós escolhermos os correctos para a nossa alimentação de forma a continuarmos (ou começarmos) a ser cada vez mais saudáveis.

 

 

Ser saudável em 10 passos.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens