Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos do confinamento

por ✓MS, em 29.01.21

Andava eu aqui a reflectir sobre o confinamento passado e este mais recente. No confinamento do ano passado, estava eu a 100% confinada em casa e "cheia de energia" para quase tudo. Eu queria cozinhar, eu queria fazer limpezas em casa e tudo mais. Julgo eu que o stress e aquele sentimento de incerteza do que mais iria vir por aí me fazia querer ocupar as minhas 24h a fazer tudo e mais alguma coisa. 

Desta vez, quase um ano após o primeiro confinamento, sinto quase o oposto. Não estou confinada a 100%, pois continuo a trabalhar (apesar de ser em layoff parcial). O tempo que passo em casa, que ainda assim é bastante, não sinto vontade de fazer rigorosamente nada. Tenho vontade de dormir, dormir muito! Durante a noite tenho grandes insónias, que me fazem ir dormir muito mais tarde do que era o meu habitual. Durante o dia vou "vagueando" pelos cantos até que acabo por, a qualquer momento, adormecer na cama durante algum tempo. Acordo, ainda a morrer de sono e ainda sem vontade de fazer  nada. 

Apesar das diferenças, e agradecer por ainda conseguir manter o meu posto de trabalho, tenho aproveitado muito mais para descansar mesmo dos últimos meses bastante puxados de trabalho. Acredito que ainda existe muita gente com falta de noção do estado em que vivemos. E isto é triste!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Paixão por fotografar

por ✓MS, em 26.08.20

Aos poucos acabei por ganhar um gosto enorme por fotografar. Não só com o intuito de partilhar aqui no blog, ou no Instagram alusivo ao blog @na1pessoa mas para guardar recordações. Por vezes gosto de ir ver a galeria de fotos do meu telemóvel e fico a relembrar todos os momentos passados. Olho cada fotografia e recordo cada momento passado. Nem tudo tem de ser partilhado, mas tudo tem uma história que pode ser recordada ou que nós queremos recordar. Seja lá porque motivo for!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando me apanho sozinha em casa...

por ✓MS, em 30.07.20

Quando me apanho sozinha em casa é quando normalmente me dá aquela energia de fazer aquela limpeza geral na casa inteira! Sabem aquela sensação de que estão a limpar e ninguém vai sujar logo de seguida? ADORO!! 

Já houveram alturas mais "críticas" neste sentido, em que eu era muito mais obcecada com as limpezas de casa. Não tolerava mesmo uma migalha caída em qualquer local. Neste momento controlei mais nesse aspecto mas continuo a gostar das coisas limpinhas e bem organizadas. Não me dou mesmo no meio da desorganização!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há alturas na vida que nos faz bem espairecer, colocar as ideias em ordem e desanuviar. Depois de tanto tempo fechados em casa, ou de acumular imenso o stress, faz bem fazer algo que nos vá fazer sentir melhores connosco próprios. 

Pessoalmente gosto de passear com o meu namorado. Além de conversarmos sobre tudo e acabar por ter a perspectiva dele sobre tudo, incluindo os meus pensamentos, passeamos pelas zonas que nos apetece e gostamos. E o ar puro faz-nos tão bem! 

Um dos locais que gostamos de visitar nos últimos tempos foi a ribeira, e ter as vistas privilegiadas para o nosso rio Douro! 

 

IMG_20200630_150716.jpg

IMG_20200630_150903.jpg

 

 

Já conhecem o Instagram @na1pessoa?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sou uma das pessoas que mais critica o "trabalho forçado" na área da restauração,mas não posso deixar de admitir o seu lado positivo. Se tem pontos positivos? Muito poucos mas tem, principalmente quando se trata de primeiro emprego nesta área.

Para quem arranja um primeiro emprego na área da restauração (principalmente me refiro a cadeias de fast-food que foi onde me iniciei e sei falar por experiência própria) pode esperar trabalho exagerado por pouco dinheiro no final do mês (isto comparando o trabalho que temos para o que recebemos). No entanto vão aprender muito sem qualquer sombra para duvidas. Vão aprender a ser bastante  tolerantes, a ter brio profissional, ganhar a vontade com o público e a serem mais extrovertidos. Sempre fui muito tímida e trabalhar nesta área perdi grande parte dessa timidez e vergonha que tinha em falar com "desconhecidos". Isto claro, em ambiente profissional. 

Podem aqui também aprender, pelo menos as bases, de como ser assertivo a realizar vendas, principalmente venda sugestiva alusiva a restauração. Acabam por ganhar uma boa bagagem para futuros trabalhos, caso não ganhem a paixão pela área em questão e queiram a curto/médio ou longo prazo mudar de área. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens