Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Sem medos

por ✓MS, em 11.10.15

Olhando para trás fico surpresa com todos os medos que tive. Ser frágil é deprimente! Fez-me fazer um balanço entre passado-presente sobre medos passados e presentes. Perdi-os a todos (talvez das perdas que se tornam uma vitória pessoal). Perdi o medo de falar, de tomar uma posição, de mostrar parte de quem eu sou, de estar só, de me desiludir. Perdi o medo de deixar que entrem na minha vida. Principalmente perdi o medo de sair de casa e ver o mundo lá fora e o medo do próprio medo.

Hoje tenho medos, mas não vivo em função deles. São ignorados de cada vez que me aparecem pela frente.

Autoria e outros dados (tags, etc)



1 comentário

Imagem de perfil

marrocoseodestino a 11.10.2015

Também eu consegui superar muitos dos medos. Fartei-me que me rebaixassem e que me fizessem sentir lixo.
Sabe tão bem sabermos que temos valor, que somos importantes e acima de tudo gostarmos de nós.
Beijinho

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens