Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


.


Há coisas inexplicáveis

por *Márcia S.*, em 23.08.15

Desde miudinha de infantário (como eu odiava aquele lugar, cheguei inclusive a tentar fugir de lá) que sempre me dei MUITO melhor com rapazes do que com as miúdas. Não sei porquê, sentia-me mais "integrada" (mesmo que dentro dos limites) com eles do que com elas. Com eles podia mandar piadas, e eram aceites independentemente do seu teor (nada de mal obviamente), conseguia ter uma voz, não tinha confusões, não eram picuinhas e tratavam-me de igual para igual. Era a miúda , que jogava às cartas com eles, que quando não queria a companhia das miúdas na primária ia jogar à bola com eles e apesar de nada fazer ria-me que me fartava na companhia deles.
Com as miúdas era diferente. As conversas não me agradavam. Era o rapaz mais giro, a maquilhagem que já usavam e mimimi. Ora bolas! E as conversas "soltas e fluidas", as piadas sem sentido e as gargalhadas de fazer doer a barriga?
Por algum motivo, os melhores momentos da minha infância e inicio de adolescência foram marcados pelos rapazes. Apesar de não serem assim muitos, confesso. Não era maria rapaz, nunca me senti assim. Sentia-me a miúda que se sentia melhor a rir e a ter conversas interessantes com os rapazes.
Eles não deixavam de falar de miúdas, não se incomodavam e eu muito menos! Nunca houve problema nos temas de conversa e muito menos em brincadeiras. Era vista como um deles e não como uma intrusa e isso fazia-me sentir bem. Não foi sempre assim.
A certa altura as coisas foram piorando, para mim psicologicamente (por outros motivos) o que me fez afastar.
No secundário já era diferente. Foi com raparigas que fiz amizade. Os rapazes perderam o "encanto" a partir daí também por outros motivos.

As raparigas são mais complexadas, picuinhas e geram mais problemas. Ainda hoje consigo ser mais sincera com eles do que com elas. Com eles sou mais eu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

.



6 comentários

Imagem de perfil

Andy Bloig a 23.08.2015

O computador precisa de dormir por uns bocados.

Sempre fui aventureiro. Aquelas aventuras quando temos 10-12 anos eram tão loucas... muitas já não me lembro de como é que fui parar a este e aquele sítio, outras lembro-me de quase tudo.
Nos últimos tempos até tenho encontrado muita gente que conheci há 24-25 anos atrás. Alguns voltaram a morar aqui por estes lados, outros vieram cá de férias... Até é giro conversar com alguém que não se via há mais de 20 anos e ainda sabermos os nomes uns dos outros.
Imagem de perfil

*Márcia S.* a 23.08.2015

Também estás a precisar de ir dormir!

Amanhã estás proibido de entrar aqui.
Imagem de perfil

Andy Bloig a 23.08.2015

O tempo de dormir é sempre validado.

Vou buscar a madeira e cordas e faço uma escada... assim já não podes bloquear a entrada.
Imagem de perfil

*Márcia S.* a 23.08.2015

Pronto, está bem.
Já prevejo o teu comentário com demasiada informação.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens