Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Recordações da minha infância

por ✓MS, em 15.05.21

IMG-20210412-WA0001.jpg

Já por aqui vos falei várias vezes que sempre fui muito tímida na minha infância e adolescência. Não deixei de o ser agora em adulta, mas consigo gerir melhor essa minha faceta e dar um passo em frente mesmo estando tímida ou envergonhada com algo. 

No entanto, recordações não me faltam dessa altura, seja da família, da escola, de tudo um pouco. Umas melhores que outras, mas todas recordações. A fotografia que partilho hoje convosco é de uma dessas recordações que tenho da minha infância. A igreja onde fiz a minha primeira comunhão. Confesso que fiz por "obrigação". No entanto, um amigo de turma da primária estava a fazer também a catequese como eu (e fez as comunhões também) nesta mesma igreja, a Igreja da Lapa no Porto. Isso tornou o caminho mais fácil e divertido por ter alguém conhecido do meu dia-a-dia escolar, e com quem me dava bem, ali a meu lado. 

Há umas semanas passei por ali com o meu namorado e decidimos tirar uma fotografia, como recordação de uma altura da minha infância que acabou por marcar aqueles momentos. Continua tudo, no exterior (não entramos lá dentro), como eu recordava daquela época. E tantos anos que separam as minhas recordações para o dia em que a fotografia foi tirada!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fazer o que gostamos

por ✓MS, em 14.05.21

Desde que veio a pandemia que cada vez mais penso neste assunto. Fazer o que gosto, a todos os níveis! Seja a nível pessoal, seja a nível profissional. Vou ser muito sincera, na minha opinião, a nível pessoal é muito mais fácil fazer algo que gostamos do que a nível profissional. 

Hoje apeteceu-me focar no lado profissional, até porque estou de férias e faz todo o sentido pensar no assunto (ou não, não faz sentido nenhum, mas hoje apeteceu-me). Este é um tema que pode dar "pano para mangas", mas vou tentar ser o mais resumida possível (ou pelo menos irei tentar). Quem tem, a meu ver, a sorte de trabalhar no que gosta muitas vezes ouço dizer que é cansativo porque muitas vezes trabalham por conta própria e dá muitas dores de cabeça. Quem não trabalha no que gosta, onde eu me insiro, tem outra visão da situação. E é disto que vou falar, baseando-me na MINHA EXPERIÊNCIA e nada mais que isso. Cada caso é um caso, cada um com as suas vivências, experiências e opiniões. 

No meu caso em particular, não fazer o que gosto a nível profissional afecta-me bastante no meu dia-a-dia. Afecta-me no sentido de me sentir completamente desmotivada quase dia sim dia sim, mesmo para as coisas básicas do meu dia. Mesmo acordando bem disposta, vem aquele peso de "não estou a fazer algo que eu gosto". Não me sinto realizada e isso acho que é um ponto de extrema importância na nossa vida. É verdade que o ser humano está sempre, ou quase sempre, insatisfeito com algo. Mas também é verdade que quanto mais realizados estamos, quanto mais felizes conseguirmos ser, melhor o nosso trabalho consegue ser. Dá para ver "de fora" quando a pessoa gosta do que está a fazer, ou não. 

E vocês, fazem o que gostam ou fazem "o que tem de ser"? 

Aproveitem e visitem a página do instagram, onde acabo por estar muito mais activa: @na1pessoa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando os desejos chegam

por ✓MS, em 13.05.21

IMG_20210430_124004.jpg

Não, não é sinal de gravidez. Há-de ser um dia, mas não hoje, não agora! Andávamos, eu e o meu namorado, com um certo desejo de comer uma francesinha! Aproveitamos uma ocasião especial, o aniversário do namorado no final de Abril, para comer a nossa amiga! Acreditam que nos soube mesmo pela vida? 

E vocês também gostam de uma francesinha?

Já visitaram o Instagram? Podem pesquisar (ou clicar em cima do nome) por @na1pessoa

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens