Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Acreditam se vos disser que, que me lembre, nunca fui ver os enfeites de Natal na baixa da cidade? Há anos que a minha irmã até pede aos pais para o fazerem mas o meu pai não dá assim muito valor a isso. Até eu mesma não costumo dar. Tanto é que não me recordo de o ter feito alguma vez.

No entanto este ano está a dar-me um certa vontade de arriscar e "aventurar-me" a ir ver assim só por mera curiosidade. O que me deixa mais reticente é mesmo o facto de saber que é mais bonito ver durante a noite por causa das luzinhas e afins. E não sei se já repararam mas durante a noite é quando faz mais frio, e se for um dia chuvoso pior ainda. Já disse hoje que detesto chuva e frio? Pois, é isso... eu detesto o frio e a chuva e saber que para ir ver algo que até pode ser muito bonito mas que posso passar um frio de morrer... não sei não!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Será que já contei ao mundo vezes suficientes o quanto eu odeio a chuva e o frio? É algo que para mim é impossível (ou quase) de suportar. É o tal amor ódio que há uns tempos falei! Para mim o Outono ou primavera estavam bem, ficava sempre bem. Não é frio nem calor, de preferência sem chuva claramente, e dá para se ir onde se quiser. O calor é bom sim, também gosto do calor, mas só quando acontece de eu fazer planos de ir para a praia. O que não costuma ser habitual nos últimos anos! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jantares de Natal nas empresas

por ✓MS, em 16.12.19

Serei só eu que acha que grande parte dos jantares de Natal de empresa têm sempre alguma hipocrisia? Já não é a primeira que reparo nessa situação e confessa que me deixa um misto de sentimentos. Ora me apetece rir das figuras que as pessoas acabam por ter, como me irrita ao ponto de me apetecer dizer a certas pessoas "mas afinal tu queixas-te o ano todo de chefes e colegas e na mínima oportunidade queres ir sentar numa mesa a conviver com eles?". Não digo nada, claramente, até porque as atitudes ficam para quem as pratica. Mas que me deixa um pouco incrédula com as atitudes que as pessoas acabam por tomar, isso não posso negar.

Ou eu sou muito diferente da maioria das pessoas ou então não sei. Aquelas pessoas que adoram queixar-se de tudo e de todos, que desdenham e falam mal de chefias e principalmente dos colegas de trabalho, são especialmente esses os primeiros a dizer que não vão a esses jantares de Natal. No entanto também são os primeiros a aparecer lá no restaurante, são os primeiros a rir e falar bem com todos os presentes. Digam-me lá se isto não é de uma hipocrisia tremenda?! 

Então e aqueles que passam o ano inteiro a dizer que não podem fazer esforços físicos no trabalho, que lhes dói muito isto e aquilo? chegam no jantar de Natal e o que fazem? é só dançar, deixam de mancar, as costas deixam de doer, e são capazes de estar horas em cima de saltos altos a dançar se for preciso. Mas será que não percebem que as restantes pessoas conseguem ver que as coisas não são exactamente bem como elas dizem ser? É preciso ter uma lata!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Será por ser o mês do Natal?

por ✓MS, em 15.12.19

Nem sei porquê que as pessoas ainda continuam a surpreender-me muito sinceramente! São pessoas, erram como todos, mas caramba é preciso tanta crueldade?? Fico parva quando vejo certas coisas a acontecerem no meu dia-a-dia, independentemente de as coisas acontecerem comigo ou não. 

Se as pessoas não se gostam, se têm algo umas contra as outras é normal que evitem contacto (no caso de trabalharem juntas é mais complicado mas para serem profissionais pelo menos o mínimo de convívio sobre os assuntos de trabalho tem ou devia de existir). O problema é que há pessoas que adoram ignorar os seus colegas porque são rancorosos e não gostam deles. Em vez de questionarem qualquer atitude ou comentário de que não gostaram, preferem "vingar-se" de uma forma infantil que é o cortar logo contacto como se a pessoa não existisse. Pessoalmente não me custa que me façam isso, até porque se me acontecer no trabalho de estar a trabalhar directamente com alguém que me trate dessa forma, apesar de poder ser stressante até me sinto mais focada no trabalho. 

Mas, e porque há sempre um mas em qualquer história (sejam elas boas ou más), deixa-me incrédula que essas mesmas pessoas do nada já falem com quem ignoram semanas a fio. Será por se apróximar o Natal que se tornam um tanto hipócritas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Outfit de Natal?

por ✓MS, em 14.12.19

Sempre passei o Natal em casa. Na minha ou de familiares, mas nos últimos anos sempre (ou quase sempre) na minha. Antes dava imenso valor ao que ia vestir, queria vestir-me com algo com que sentisse que estava melhor (ou mais bonita, como preferirem) que nos restantes dias. Gostava de passar alguma maquilhagem e houve um ou dois anos que até gostava de encaracolar o cabelo. 

Ao longo dos anos que foram passando, a minha ideia e opinião sobre este assunto mudou. Quando penso em outfit para o Natal, especialmente para a consoada, nunca me passa mais nada na cabeça a não ser ROUPA CONFORTÁVEL. E quanto mais confortável melhor muito sinceramente! Adoro estar de pijama, mas se tiver mais gente em casa não me importo de estar com outros "trapinhos" desde que sejam MESMO muito confortáveis. O importante é a união e o estarmos perto de quem mais gostamos e amamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

.




Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens