Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Superar paixões/amores

por ✓MS, em 20.12.17

Quem nunca viu uma relação terminar ao fim de uns meses ou anos? E todos ouvimos o mesmo "a vida continua", "segue em frente", "tens de reagir", "não penses no passado". E todos pensamos o mesmo "é tão fácil falar!". Na verdade é fácil falar mas depende apenas de nós reagir, levantar e seguir em frente. Não é fácil, mas nunca ninguém disse que seria! É aqui que entram os bons amigos, que nos ajudam a superar todas as dificuldades que nos aparecem pela frente.

Pessoalmente, recorro imenso aos amigos, música, escrever e tudo o que eu vir que me vai ajudar a aliviar e superar/esquecer os momentos mais tristes que se passa nessa fase.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Posts mais visitados em 2017

por ✓MS, em 19.12.17

Penso que seja a primeira vez desde que tenho o blog que estou a fazer um post sobre este tema. Mas visto que agora o e-mail que recebemos da nossa equipa do Sapo nos facilita o trabalho, cá vão os 3 posts mais visitados durante este ano de 2017 no blog:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Será o amor uma doença?

por ✓MS, em 18.12.17

Muitas foram as vezes que dei por mim a pensar se o amor seria uma doença. Dei por mim a pensar nesse assunto tanto na fase em que namorei como na fase em que estou solteira. Não quero com isto dizer que o amor é algo mau, principalmente quando ambos se amam e lutam pelo mesmo! No entanto, até certo ponto não deixo de me questionar se não será mesmo uma doença. Uma febre de ilusões, algumas doses de mentiras e pelo meio os amigos a servirem de médicos privados que nos apoiam quando tudo corre mal ou termina.

Até que ponto não é mesmo uma doença? Deixa-nos cegos e acabamos, como por magia, a ter umas palas nos olhos que nem nos conseguimos ver mais a nós. Vemos o outro e aos poucos, mesmo sem o querer fazer ou sem ter a noção que se está a cometer esse erro, acabamos a anular a nossa pessoa. Quando damos por isso estamos perdidos no meio do nada, sem saber para onde ir, como ir, a razão de tudo. Esquecemos de onde viemos e para onde queríamos ir (e será que ainda queremos ir para onde queríamos?). O nosso "eu" acaba por ficar alterado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dezembro, podes acabar logo??

por ✓MS, em 17.12.17

Não querendo parecer maldosa, este mês (mesmo estando a passar a correr) podia acabar assim muito rápido. Quem trabalha na área da restauração entenderá! O cansaço acaba por ser tão grande que as mínimas coisas já me chateiam. Presentes de Natal? Ainda vão a meio, é... e eu que queria ter no final do mês passado já esse assunto despachado. Parece que, mais uma vez, será tudo na última da hora (coisa que detesto). O corpo acaba por doer só por doer, só porque o mínimo esforço já parece um esforço enorme que parece não acabar. Como se cada dia fosse uma dor nova num local novo, ou uma mais forte no mesmo local. Mas, a boa disposição tem de estar sempre presente até porque... "o cliente não tem culpa". Mas e quando o cliente já é um "cliente habitual", sabe quando fechamos a casa, e mesmo assim chega quando estamos prestes a fechar? Mas, o que importa é que (mesmo cansados) estarmos ali para atender o cliente com o sorriso. Mesmo a morrer de dores, mesmo fartos de tudo, atender sempre bem dispostos e dizendo que sim a tudo. Por isso Dezembro, podes acabar muito rápido??

Autoria e outros dados (tags, etc)

.


Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens