Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mudar de vida

por *Márcia S.*, em 13.11.17

Por vezes precisamos de largar as pessoas de quem mais gostamos para percebermos o que estávamos realmente a perder na nossa vida. O estarmos em primeiro lugar na nossa vida acaba por se tornar em um ponto de extrema importância e por vezes acabamos por nos esquecer disso quando colocamos os amigos ou algum tipo de relação em primeiro lugar na nossa vida. O estarmos em primeiro lugar faz-nos, até certo ponto, não nos sentirmos perdidos por aí. Parece-me que num certo ponto estou igual ao que passei há uns anos atrás, a minha vida tem mudado muito rápido em muito pouco tempo. Pontos muito positivos mas também negativos que me deixaram, em certos momentos, a querer desistir de tudo novamente. Mas, talvez a força que achei ter perdido algures por aí ainda está por cá, e bem presente! Por vezes ainda dá aquela vontade grande de chorar e, outras vezes, acabo por ceder e chorar. Porém, estou cada vez melhor a controlar as minhas emoções. Por vezes questiono-me de como me consegui esquecer de certas coisas comcomo ser o mais importante para mim mesma, de que existo para ser feliz se não for a 100% terá de ser bem lá perto ou até mesmo que só depende de mim fazer a minha própria história. Estava mais que na altura de, novamente, mudar de vida de forma a me sentir, a cada dia que passa, mais feliz um bocado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entreguei a carta de demissão

por *Márcia S.*, em 10.10.17

Já fazia muito tempo que queria sair do local de trabalho onde estava a trabalhar anteriormente. Por mil e um motivos, mas principalmente porque ao fim de um ano ali dentro já estava na altura de dizer "basta" a algo que não queria para a minha vida. Já fazia um bom tempo que era algo saturante, mas ainda tinha em mente que "tinha de ser". Por um lado era a imensa vontade de querer sair, por outro lado tinha de já ter um novo local para onde ir para me despedir de onde me encontrava. O tempo foi passando até que me foi feita uma proposta de trabalho. As " cartas" foram colocadas na mesa e então, após pensar e achar esta nova proposta mais vantajosa em diversos sentidos, decidi aceitar. No mesmo dia que aceitei a nova proposta, apresentei a minha carta a informar que não queria renovar contrato onde me encontrava a trabalhar. Dei o tempo que tinha de dar, para sair com os meus direitos, e foi assim que de forma muito rápida (e foi mesmo bem rápida) me despedi! Foi algo que queria ter feito há imenso tempo e acabou por acontecer na altura que assim teve de ser. Fiz tudo isso por mim, assumindo todos os riscos que disso poderiam vir, mas feliz por tirar "um peso" de cima das costas. Já lá vão 3 meses e, sinceramente, faria tudo de novo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

E quando estou a deprimir?

por *Márcia S.*, em 13.07.17

Todos temos aqueles momentos que nos sentimos a deprimir. Umas vezes mais difícil que outras tentarmos fazer algo por nós, algo para isso mudar. E digo "tentar" por ser da opinião que tentar é o primeiro passo para conseguirmos algo, seja lá o que for. Ninguém nos dá a certeza da vitória, apenas podemos ter como certo que sem tentar não temos um final feliz.

Quando estou numa dessas fases acabo por me agarrar a algo que para mim é uma espécie de terapia. A música, chego quase a adormecer a ouvir música, e papel e caneta. Papel e caneta porque sempre foi algo que funcionou bem comigo, ajuda-me de certa forma a aliviar tudo no momento. Talvez a conseguir colocar as ideias em ordem, a conseguir iluminar de alguma forma o caminho que deverei seguir. Faz-me pensar no assunto de uma forma diferente, de uma forma que não consigo sempre fazer quando tento expressar-me ao falar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens