Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mudar de vida

por *Márcia S.*, em 13.11.17

Por vezes precisamos de largar as pessoas de quem mais gostamos para percebermos o que estávamos realmente a perder na nossa vida. O estarmos em primeiro lugar na nossa vida acaba por se tornar em um ponto de extrema importância e por vezes acabamos por nos esquecer disso quando colocamos os amigos ou algum tipo de relação em primeiro lugar na nossa vida. O estarmos em primeiro lugar faz-nos, até certo ponto, não nos sentirmos perdidos por aí. Parece-me que num certo ponto estou igual ao que passei há uns anos atrás, a minha vida tem mudado muito rápido em muito pouco tempo. Pontos muito positivos mas também negativos que me deixaram, em certos momentos, a querer desistir de tudo novamente. Mas, talvez a força que achei ter perdido algures por aí ainda está por cá, e bem presente! Por vezes ainda dá aquela vontade grande de chorar e, outras vezes, acabo por ceder e chorar. Porém, estou cada vez melhor a controlar as minhas emoções. Por vezes questiono-me de como me consegui esquecer de certas coisas comcomo ser o mais importante para mim mesma, de que existo para ser feliz se não for a 100% terá de ser bem lá perto ou até mesmo que só depende de mim fazer a minha própria história. Estava mais que na altura de, novamente, mudar de vida de forma a me sentir, a cada dia que passa, mais feliz um bocado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Carta" a alguém que anda por aí, algures

por *Márcia S.*, em 02.11.17

Hoje senti saudades, daquilo que um dia fomos... Lembras-te? Daqueles dias que eramos apenas nós e que mais nada conseguiamos ver. Aqueles dias que nada mais existia a não sermos nós dois. Bateu aquela saudade de quando me sentia protegida, super feliz por ter alguém do meu lado. Sabes que foram raros os momentos que me senti super feliz por estar acompanhada por alguém do sexo masculino? Esta noite tive saudades de quando tinha o meu amigo comigo, quando pequenas palavras me faziam sentir, de uma forma maravilhosa, completa. Não é que hoje não esteja completa, mas falta-me algo sabes? Bem, na verdade falta sempre algo ao ser humano, não fugi dessa regra. Imaginas as saudades que tenho de ver o teu nome idiota escrito no meu telemóvel? Tenho saudades dos mometos super felizes que tivemos, lembras deles? Não, espera! Eu acho que sonhei durante demasiado tempo. Eu sempre me saí super bem a ter sorte ao azar, não passou tudo de um sonho meu, apenas meu, certo? Tudo não passou de uma fantasia criada na minha mente!? Mas, fantasia ou não, sonho ou não, eu sinto que vivi momentos únicos dos quais hoje me deu uma saudade imensa. Talvez porque, mesmo numa multidão (e talvez pela primeira vez isto me aconteceu) eu me senti realmente sozinha. Não senti medo, senti-me livre como nunca, mas não livre ao ponto de me arriscar! Podia ter arriscado, podia ter apanhado uma daquelas bebedeiras tremenda... Sabes a vontade que tinha de isso acontecer? De qualquer forma não o fiz, porque na realidade não me estavas a acompanhar, não me estavas a fazer sentir protegida como eu desejei sentir. Talvez como não desejei sentir há alguns meses. Hoje senti saudades, sim, dos bons momentos que vivemos, que imaginamos, que sonhamos... Lembras? Não, espera! Tudo não passou de um sonho meu, um sonho duradouro. Muito duradouro! Mas neste sonho foste um companheiro como nunca imaginei algum dia ter, mesmo que por meros segundos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Descobrir quem somos

por *Márcia S.*, em 23.10.17

Por vezes precisamos de perder realmente algumas pessoas para voltarmos a descobrir de quem realmente gostamos e/ou somos. É certo que magoa perder alguém, mas quando isso acaba por nos fazer novamente descobrir quem somos, essa dor vai desaparecendo aos poucos. Por vezes precisamos de sofrer um pouco para sermos "100%" felizes com aquilo que somos, com o que já sabíamos ser e com o que vamos sendo com o passar do tempo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens