Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Somos o que queremos ser

por *Márcia S.*, em 16.10.17

Por vezes a vida acaba por nos obrigar a entender que somos exatamente aquilo que queremos ser. Independentemente do que as pessoas vão achar de nós, afinal o que importa mesmo isso? Sempre ouvimos dizer "quem está mal que se mude", então porque não o fazer? Não nos sentimos bem connosco? Fazemos algo para melhorar. Não gostamos do que estamos a fazer? Vamos em busca de melhor! Somos nós que temos o comando da nossa vida, quem faz a nossa história! Porque não experimentar fazer algo mais por ela? Quanto mais realizados estivermos, melhor nos vamos sentir a fazer o que quer que seja!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entreguei a carta de demissão

por *Márcia S.*, em 10.10.17

Já fazia muito tempo que queria sair do local de trabalho onde estava a trabalhar anteriormente. Por mil e um motivos, mas principalmente porque ao fim de um ano ali dentro já estava na altura de dizer "basta" a algo que não queria para a minha vida. Já fazia um bom tempo que era algo saturante, mas ainda tinha em mente que "tinha de ser". Por um lado era a imensa vontade de querer sair, por outro lado tinha de já ter um novo local para onde ir para me despedir de onde me encontrava. O tempo foi passando até que me foi feita uma proposta de trabalho. As " cartas" foram colocadas na mesa e então, após pensar e achar esta nova proposta mais vantajosa em diversos sentidos, decidi aceitar. No mesmo dia que aceitei a nova proposta, apresentei a minha carta a informar que não queria renovar contrato onde me encontrava a trabalhar. Dei o tempo que tinha de dar, para sair com os meus direitos, e foi assim que de forma muito rápida (e foi mesmo bem rápida) me despedi! Foi algo que queria ter feito há imenso tempo e acabou por acontecer na altura que assim teve de ser. Fiz tudo isso por mim, assumindo todos os riscos que disso poderiam vir, mas feliz por tirar "um peso" de cima das costas. Já lá vão 3 meses e, sinceramente, faria tudo de novo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Diferentes realidades

por *Márcia S.*, em 15.09.17

Trabalho numa zona da cidade onde existem diversos sem abrigo por ali. Nos últimos tempos tive o choque de ver a tristeza nos seus olhos e a alegria nos mesmos quando lhes damos de comer. Confesso que não sou de começar a chorar, fico sim com um grande aperto no coração e sim, vou para casa com aquela imagem na cabeça e com as palavras que ouvi. Não quero imaginar o que passam todas as noites, esteja frio ou calor, com ou sem chuva. Penso que a realidade será mais trágica do que posso algum dia imaginar. E existem pessoas de quase todas as faixas etárias nesta miserável situação. E nem todos são por causa da bebida ou das drogas. Muitos são devido a contratempos da vida. E desses nem nós estamos livres! Ninguém nos garante que um dia não poderemos estar nessa situação que comove uns e faz outros ignorar. Tudo isto me fez pensar na realidade das nossas vidas. Na realidade que vivemos, os problemas que temos. Que "raio" de problemas podemos ter nós comparado com o problema que tem estas pessoas... Viver na rua!? Sei que é impossível ajudar de todas as formas todos eles, mas matar a fome é dever de todos os que assistem na plateia. Sabemos onde estamos hoje, mas não sabemos onde vamos estar amanhã. Não nos custa colocar no lugar de outra pessoa e auxiliar sempre que é possível.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens